Notícias

Dia Mundial da Saúde


7 de Abril de 2017

Com a prática de hábitos saudáveis é possível melhorar a qualidade de vida e prevenir problemas futuros.

Dados recentes do IBGE (2017) mostram o significativo e acelerado envelhecimento da população brasileira, com a expectativa de vida podendo atingir os 80 anos em menos de uma década em alguns estados. Uma sociedade mais velha, necessita de mais cuidados com saúde, principalmente de forma preventiva.

“Muitas pessoas têm a percepção que ter saúde é não apresentar doenças, porém o conceito de saúde está muito além de não apresentar nenhuma dor ou desconforto. Saúde deveria ser encarada sob a ótica da prevenção e não somente de tratamento. A saúde está ligada ao bem-estar físico e mental de forma geral e associada a atividade e participação efetiva da pessoa no seu entorno, considerando o trabalho, lazer, entre outros”, afirma Regis Severo, fisioterapeuta que atua na área de Pesquisa & Desenvolvimento da Mercur.

A negligência com a saúde pode trazer complicações imediatas, mas, por outro lado, vai nos colocando desafios por questões que vão se manifestando aos poucos, ao longo do tempo. É preciso prestar atenção e adotar hábitos saudáveis, que caibam na rotina, no dia a dia e considerar seriamente a prática de exercícios físicos, o que previne problemas e ajuda muito a aumentar a disposição e melhorar a qualidade de vida.

Existem inúmeras opções de exercícios que podem ser positivos para a saúde, como por exemplo, caminhar, correr, pedalar, fazer alongamentos, musculação, praticar Pilates, Yoga, entre outros. Não importa qual seja a modalidade escolhida, o importante é realizá-la com frequência e com a orientação de um profissional da saúde.

VAMOS FALAR DE DEPRESSÃO!

Este é o tema da campanha do Dia Mundial da Saúde deste ano, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), comemorado no dia 07 de abril. “A depressão é um distúrbio crônico (diferente da tristeza ocasional) caracterizado pela alteração do humor, capaz de causar inúmeros sintomas: Tristeza prolongada, perda de energia, visão negativa e pessimista da vida, baixo autoestima, mudanças de apetite, necessidade de dormir mais ou menos do que o habitual, ansiedade, diminuição da concentração, indecisão, inquietação, sentimentos de inutilidade, culpa ou desespero e pensamentos de auto-agressão ou suicídio.

A depressão afeta pessoas de todas as idades e estilos de vida e isso ocorre em todos os países. Ela provoca sofrimento mental e afeta a capacidade das pessoas para realizar até mesmo as mais simples tarefas diárias, que às vezes tem efeitos adversos nas relações familiares e amigos. Na pior das hipóteses, a depressão pode levar ao suicídio, que é atualmente a segunda maior causa de morte entre as pessoas com idade entre 15 e 29 anos.

Felizmente a depressão pode ser prevenida e tratada. Uma melhor compreensão do que a depressão é e como ela pode ser prevenida ajuda a reduzir o estigma associado à doença e leva a um aumento no número de pessoas pedindo ajuda.

O objetivo geral desta campanha é que um número crescente de pessoas com depressão em todos os países peça ajuda.

A meta da campanha é alcançar os seguintes objetivos:

·         Que o público em geral melhor informado sobre a depressão, suas causas e possíveis consequências, incluindo suicídio e sobre a ajuda que está disponível para a prevenção e tratamento da doença

·         Que as pessoas com depressão não tratada procurem ajuda

·         Que Família, amigos e colegas de pessoas com depressão possam apoiá-las.

Eixo da campanha

A peça central da campanha é a importância de falar sobre a depressão como um componente vital de cura. O estigma da doença mental continua a ser um obstáculo para as pessoas pedirem ajuda. Falar sobre depressão, juntamente com um parente, amigo ou profissional médico, bem em contextos mais amplos (como a escola, local de trabalho e ambientes sociais) ou na esfera pública (mídia, blogs ou redes sociais). Ela ajuda a eliminar esses estigmas o que pode levar a um aumento no número de pessoas pedindo ajuda.

Destinatários da Campanha

A depressão pode afetar qualquer pessoa. Portanto, esta campanha destina-se a todas as pessoas, independentemente da idade, sexo ou condição social. A Organização mundial da saúde escolheu dedica uma atenção especial a três grupos afetados desproporcionalmente:

·         Jovens de 15 a 24 anos

·         Mulheres em idade fértil (Especialmente após o nascimento da primeira criança)

·         Idosos (Em torno dos 60 Anos).

Mensagens Gerais:

·         A depressão é um transtorno mental comum que afeta pessoas de todas as idades e estilos de vida e de todos os países

·         O risco de depressão é agravado pela pobreza, desemprego, acontecimentos da vida, como a morte de um ente querido ou o rompimento de um relacionamento, doenças físicas e problemas causados pelo álcool e drogas.

·         Depressão não tratada pode impedir a pessoa afetada de trabalhar e participar da vida familiar e comunitária

·         Na pior das hipóteses a depressão pode levar ao suicídio

·         A depressão pode ser impedida e tratada de forma eficaz. O tratamento consiste geralmente em terapia de conversa, medicação antidepressiva ou uma combinação de ambos os métodos.

·         Conversar com uma pessoa de confiança pode ser o primeiro passo para a cura.

 

Fonte:

Segs – www.segs.com.br
OMS – Organização Mundial da Saúde

MATRIZ
Rua Helena, 235 – 3 º andar – Vila Olímpia
CEP 04552-050 - São Paulo - SP
(11) 5904-6659 | gestao@nexussaude.com.br

UNIDADE SÃO PAULO
Rua Frei Caneca, 1212 - 6º andar
(100 mts do Metrô Consolação)
(11) 3541-9697 | clinicamedica@nexussaude.com.br

UNIDADE SÃO CARLOS
Rua São Joaquim, 2214 – Centro
CEP 13560-300 - São Carlos - SP
(16) 3364-6048 | clinicasaocarlos@nexussaude.com.br